ESPAÇO SAÚDE - COVID 19

PREPARE SUA FAMÍLIA: MULHERES GRÁVIDAS

Qual o risco para mulheres grávidas, caso adquiram COVID-19? É mais fácil para mulheres grávidas pegarem a doença? Se elas se infectarem, ficarão mais doentes que as outras pessoas?

Nós atualmente não sabemos se mulheres grávidas possuem chance maior para se contaminarem com COVID-19 do que o público em geral, ou se ainda possuem mais risco para manifestações mais graves da doença.

Gestantes experimentam transformações em seus corpos que podem elevar o risco para algumas infecções. Com vírus da mesma família que a COVID-19 e outras infecções de vias aéreas, como a influenza (H1N1 e H1N4), de maneira geral as mulheres possuem mais chances para manifestações intensas da doença. De qualquer maneira é sempre importante para gestantes se protegerem de qualquer doença.

Como gestantes podem se proteger da COVID-19?

Mulheres grávidas devem tomar os mesmos cuidados que o público em geral.

Evitar pessoas doentes e higienizar as mãos com frequência com água e sabão ou produtos com base superior a 60% de álcool.

A COVID-19 pode trazer problemas para a gestação?

Nós não sabemos até agora se a COVID-19 pode trazer problemas para gestação ou afetar a vida do bebê após o nascimento.

O COVID-19 pode passar para o bebê durante a gestação?

Nenhum bebê nascido de mulheres grávidas que contraíram COVID-19 foram testados positivos para a doença. Também não foi encontrado vírus no fluido amniótico, nem no leite materno.

Se uma mulher grávida se infectar com COVID-19 durante a gestação, isso vai machucar o bebê?

Nós não sabemos até agora se existe algum risco aos bebês durante a gestação. O número de casos de parto durante a infecção por COVID-19 é muito baixo para embasar uma resposta, por enquanto. No entanto, não existe uma clara evidência entre a relação da infecção, partos prematuros ou abortos 

Posso transmitir COVID-19 por meio do leite materno?

O leite materno é a melhor fonte de nutrição para a maioria dos bebês. No entanto, pouco se sabe sobre a COVID-19. A continuidade da amamentação deve ser decidida pela mãe, em concordância com a família e com o médico. Uma mãe com manifestação sintomática para COVID-19 deve tomar todas as precauções possíveis antes de tocar o bebê, tais como: lavar as mãos e utilizar máscara facial se for amamentar. A utilização de bomba de sucção deverá seguir as mesmas condições de segurança.

Voltar

Contato

Edifício Sede FIESP
Av. Paulista, 1313
CEP 01311-923 - São Paulo/SP